Atendimento Nutricional Personalizado - Palestra - Educação Nutricional - Consultoria para escola - Oficina culinária - Treinamento

Maionese de pão integral


Tem coisa que é legal, mas tem coisa que é muito legal ;)
Essa receita, por exemplo, o resultado é surpreendente!! Quando vi não botava muita fé, achei que com o pão ia virar uma gororoba, mas fui testar, óbvio... e o resultado é fantástico!!


Vale a pena visitar o blog da Tati, o Panelaterapia, adooooro, tem receitas simples e práticas, e essa receita veio dele mesmo, confira aqui.

"É muito simples, basta colocar no liquidificador:
1 pão amanhecido sem casca picado grosseiramente
1 colher (café) de sal
1/2 colher (café) de alho amassado
150 ml de leite

Bata bem e conforme for batendo, vá derramando um fio de óleo através da tampinha menor do liquidificador. Será usado mais ou menos 150 ml de óleo. Coloque óleo lentamente e com constância até virar uma pasta bem firme. Pronto, essa é uma pastinha básica, com um leve sabor de alho e você pode aromatizar como quiser, basta bater junto outros ingredientes.

Para a maionese verde eu acrescentei 1  colher (café) rasa de mostarda e 1 xícara de cebolinha verde picada grosseiramente e bati mais um pouco. Ficou perfeita!!! Rende mais ou menos 250ml de pasta."

Fiz uma adaptação e coloquei 100ml de óleo e 50 ml de azeite e ao invés de pão francês coloquei pão de forma integral, de girassol e castanha, retirei somente a casca de cima que é mais escura, usei esse aqui:



Gente, olha a textura cremosa que ficou, 
essa é a maionese de alho:

e essa é a maionese de manjericão (coloquei 20 folhas de manjericão fresco):


Já dei outra receita de patê de cenoura e patê de alho aqui.

Mas vocês devem estar se perguntando, por que fazer maionese caseira? 
Primeiro porque é mais gostosa, segundo porque é mais saudável, tem alho cru que é ótimo, confira os benefícios do seu consumo aqui, azeite de oliva e fibras. E ainda, podemos adicionar nutrientes: espinafre ou cenoura cozida, ou salsinha que é riquíssima em vitamina C, enfim, dá para colocar o sabor que preferir e terceiro, o consumo de xenobióticos é menor, vejam só, peguei os ingredientes de uma maionese de uma marca aleatória:

Água, óleo vegetal, amido modificado, açúcar, ovos pasteurizados, vinagre, sal, acidulantes: ácido lático e ácido cítrico. Estabilizantes: goma guar e goma xantana, conservador sorbato de potássio. Aroma idêntico ao natural de mostarda e aroma idêntico ao natural condimento para maionese, sequestrante EDTA - cálcio dissódico, antioxidantes: TBHQ, BHT e BHA e corante páprica. 

Então, tem algum ingrediente dessa lista que você não sabe o que é? Pois é, os "antes": corantes, conservantes, estabilizantes, espessantes, sequestrantes... dos produtos industrializados são considerados xenobióticos, substâncias estranhas ao nosso organismo e que temos dificuldade em eliminar...

Essas substâncias podem modificar funções, bloqueando reações e causando inúmeras complicações até serem eliminadas. Algumas delas nem são totalmente eliminadas e, por serem lipossolúveis, se alojam no tecido adiposo, interferindo no metabolismo, no sistema nervoso e circulatório, causando, inclusive, resistência a perda de peso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário