Atendimento Nutricional Personalizado - Palestra - Educação Nutricional - Consultoria para escola - Oficina culinária - Treinamento

Soja preta


A soja preta é rica no flavonóide antocianina, que confere a cor escura à mesma e tem ação antioxidante, que além de minimizar a ação dos radicais livres, auxilia no combate ao envelhecimento, e tem papel fundamental na prevenção de várias doenças.

A soja possui um elevado teor de proteínas, fornecendo todos os aminoácidos essenciais, semelhante a proteína de origem animal, e ainda, tem como benefício não acidificar o pH sanguíneo, como ocorre com o consumo de carnes, atuando na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer, principalmente de mama e próstata. 

Contém isoflavona, que atua de forma semelhante ao hormônio estrogênio, sendo indicada para minimizar os sintomas da menopausa, principalmente as ondas de calor. Contém gordura poliinsaturada, e seu consumo está relacionado com menores índices de doenças cardiovasculares, hiperatividade e depressão. Contém uma quantidade considerável de fibras, proporcionando maior saciedade, algumas vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, potássio, magnésio, zinco, selênio e cobre.

O consumo excessivo (lembre-se moderação, sempre!) da soja pode causar gases e inchaço. Devemos deixar os grãos de molho de um dia para o outro, para então proceder o cozimento, assim a soja torna-se menos indigesta. 

O modo de preparo da soja preta em grão é semelhante ao feijão...

Deixar de molho em água de um dia para o outro. 
No dia seguinte, desprezar a água, lavar os grãos e cozinhar normalmente. 

Cozinhar na panela de pressão por 30 minutos com 1 folha de louro e 1 dente de alho. 

Soja preta cozida. Parece e muito, o grão de feijão.
Uma dica é adicionar a soja preta cozida (sem a água, somente grãos) ao feijão tradicional, é uma forma de enriquecer a preparação e habituar o paladar a novos sabores. 
Pode ser utilizada em saladas, com vinagrete, refogada com alho e salsinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário